Compartilhe:

Ter um cãozinho dividindo moradia compartilhada pode não ser muito simples, mas também não é impossível como muitas pessoas pensam!

Separamos nesse post dicas para ter animais de estimação em moradia compartilhada. Confira!

Primeiro passo: certifique-se da saúde do seu pet

Animais de estimação podem, sim, transmitir doenças. Por isso é importante que você apresente um laudo de um veterinário atestando a saúde perfeita de seu companheiro de quatro patas. Da mesma maneira, ateste que seu animal está com todas as vacinas em dia.

Responsabilize-se por eventuais danos

Outra maneira bastante eficiente de convencer as pessoas é propor que seja adicionada uma cláusula específica no contrato, por meio da qual você se responsabilizará por qualquer dano ou prejuízo que o bichinho possa causar à moradia.

Nunca esqueça que o pet é sua responsabilidade

Você deve estar ciente que não vai bastar ter as suas responsabilidades da casa e trabalho, ainda será responsável por uma vida.

Relembrando as responsabilidades do do dono do pet:

  • Limpar a área do cão
  • Trocar o tapetinho diariamente
  • Dar alimentação e proporcionar água fresca dia e noite
  • Banho
  • Passeios diários
  • Medicamentos como vermífugo e anticarrapaticida
  • Cortar unhas e limpar orelhas
  • Socializar e manter o cão equilibrado
  • Fazer check up anual
  • Ficar atento a sinais de doenças

Onde seu pet irá dormir

Você deve estabelecer onde seu pet irá dormir, pode optar por caminhas, colchões e casinhas, mas lembre-se que a higiene destes é de suma importância.

Esperamos ter ajudado com algumas dicas! Agora é só se mudar com seu amigo de quatro patas e ser feliz!

Escreva um comentário